“O Tribunal de Justiça de São Paulo inaugurou na última sexta-feira (27) a primeira Unidade de Processamento Judicial da Comarca de Araçatuba, conhecida como “Cartório do Futuro”, que abrange da 1ª até a 5ª Varas Cíveis. A inovação unifica os cartórios, melhora a divisão de tarefas e a distribuição dos recursos humanos e do espaço físico, o que resulta em maior produtividade e eficiência. Estatísticas comprovam os excelentes resultados e o aumento de produtividade que produz reflexos no tempo médio de tramitação dos processos. Estudos da Secretaria de Primeira Instância do Tribunal indicam diminuição de até 28% no tempo decorrido entre a data da distribuição do processo e a sentença, mesmo com quadro funcional menor em comparação às varas do modelo tradicional”.

São nítidas as mudanças que estão por vir para o judiciário, trazendo um processo mais rápido e dinâmico. Se adaptar a essas mudanças é fundamental na carreira de qualquer profissional. Certamente, o advogado que buscar por uma especialização irá se destacar.

Á área cível concentra o maior número de demandas judiciais, e o “Cartório do Futuro” vem com o principal objetivo de diminuir essa demanda. Entender como funcionará na prática pode ser um desafio para muitos – mas não para os advogados que optarem por uma especialização na área cível.

A pós-graduação em Advocacia Cível da EBRADI busca conciliar o melhor do conteúdo teórico com o dinamismo da prática, capacitando, assim, o profissional para o patamar jurídico no qual o cenário do Brasil caminha atualmente.

30