Powered by Rock Convert

Você adere às novas tecnologias e se vale delas para otimizar a prestação de seus serviços jurídicos? A advocacia 4.0 rege a conduta do profissional da área na era da transformação digital e não se resume ao uso do aplicativo de mensagens para falar com os clientes.

A revolução abrange também recursos mais complexos, como inteligência artificial, jurimetria e big data, inovações ainda não compreendidas ou adotadas por boa parte dos advogados. Há ganhos significativos quando você e sua equipe desenvolvem competências para atuar com os novos aparelhos e ferramentas.

O seu escritório já aderiu ao modelo de trabalho em questão? Confira como ele funciona, de que forma pode ser implementado, quais soluções apresenta e entenda a sua importância!

Afinal, o que é advocacia 4.0?

A 1ª Revolução Industrial trouxe a mecanização; a segunda, a eletricidade; a terceira, a automação e a quarta promoveu a conectividade, integrando sistemas e incorporando o mundo digital na fabricação de produtos e na prestação de serviços.

Advocacia 4.0 é a forma de atuar no mercado como advogado utilizando recursos popularizados no século XXI, desde a internet até outras funcionalidades por ela admitidas — como a utilização da jurimetria na análise de probabilidades e valores quando o cliente decide entrar com um processo judicial.

Características da revolução na metodologia de trabalho

A primeira a ser citada é a digitalização, pois o ambiente virtual vem ganhando cada vez mais espaço com a extinção de processos físicos nos tribunais e a realização de audiências por videoconferência, por exemplo.

A advocacia 4.0 promove a democratização do saber jurídico, porque dissemina informação, mas consequentemente precariza o conhecimento. As teses acabam se tornando banais e previsíveis, exigindo aprimoramento e renovação constante de quem deseja se destacar dos demais advogados.

Podemos falar ainda de outra característica: a criatividade, forma importante de conquistar espaço em um ramo profissional cada vez mais dinâmico. Há pouco tempo, o Código de Ética e Disciplina da OAB sofreu alterações para prever a publicidade de serviços advocatícios em meio eletrônico, atendendo a necessidade de adaptação à era digital.

Mais adiante veremos o quanto a utilização das tendências tecnológicas otimiza a sua atuação no mercado e por que você não deve renegá-las. As rotinas laborais estão ficando mais dinâmicas e não aderir a elas, além de ser uma perda pessoal de eficiência, estagna a sua carreira e afasta clientes.

Como adequar o escritório à advocacia 4.0?

Primeiro, trace estratégias e veja como os serviços advocatícios vêm sendo prestados. Não se limite apenas à sua cidade, à sua região ou ao seu país, mas estude como a profissão tem sido desempenhada em outras nações.

Utilize as informações obtidas para desenvolver planos profissionais. Por exemplo: se o seu escritório tem como especialidade o Direito do agronegócio e você deseja começar a atuar em mais um estado da federação, qual eleger? A análise de dados vai ajudar a escolher entre Mato Grosso e Rio Grande do Sul, considerando as demandas locais.

Powered by Rock Convert

Além disso, invista em tecnologia com os softwares jurídicos e crie canais de comunicação com o público — alguns aplicativos captam os seus prazos nas publicações e fazem agendamentos em seu calendário automaticamente.

Contrate pessoas dinâmicas e adaptáveis, dispostas a desenvolver competências para trabalhar com as inovações. Resistir a elas não dá credibilidade ao profissional como jurista sério, pelo contrário, transparece inflexibilidade dele e a falta de vontade de otimizar a prestação dos seus serviços em benefício dos clientes.

Quais soluções podem ser adotadas pelo advogado?

Imagine fechar acordos com o representante da parte contrária em uma plataforma online, dispensando visitas, gastos com deslocamento e horas a fio ao telefone, acabando com litígios caros e demorados. Isso também vem sendo utilizado na arbitragem, em que cláusulas preestabelecidas são dirimidas, sendo um método alternativo de resolução de conflitos.

Os aplicativos que admitem tal interação são extremamente úteis em um país com mais de 80 milhões de processos em tramitação — sinal da sobrecarga do Judiciário. Falando nisso, você sabe o quanto é comum uma demanda sofrer reviravoltas por causa de recursos e julgamentos em diferentes instâncias, certo?

Pois bem, a jurimetria vem ganhando espaço no meio jurídico justamente porque calcula as chances de êxito nas ações a partir de uma análise da jurisprudência sobre o assunto, orientando o posicionamento e as estratégias do advogado.

Outra medida capaz de dinamizar as suas operações é a automatização de documentos, pois ela facilita a gestão de contratos e petições, permitindo a diferentes equipes do escritório o acesso à informação. Assim, fluxos de trabalho são estabelecidos com maior eficiência e as ações correm mais rápido, evitando emendas à inicial, por exemplo.

Por fim, invista em marketing digital usando a criatividade para produzir conteúdo. Textos e vídeos sobre a sua área de atuação promovem o endereço eletrônico da postagem (site, blog ou rede social), aumentando a sua visibilidade enquanto sanam as dúvidas de quem deseja se divorciar e quer entender melhor sobre guarda compartilhada, por exemplo.

Por que você deve aderir à advocacia 4.0?

A situação hipotética que acabou de ser descrita abre margem para você oferecer os seus serviços ou, ao menos, se consolidar como referência no assunto. Os recursos tecnológicos não podem ser negados porque são altamente escaláveis, agilizam a rotina de trabalho, evitam deslocamentos desnecessários e aproximam o profissional do público-alvo.

Se o uso das inovações for bem feito, o advogado ganha credibilidade no mercado e, consequentemente, a sua carteira de clientes expande. Aderir à advocacia 4.0 ainda ajuda você a se preparar para as tendências do futuro, assuntos que precisarão ser legislados porque questões jurídicas serão levantadas a partir de certos hábitos, como os de consumo.

A internet das coisas, por exemplo, promove a integração entre múltiplas plataformas, trocando dados pessoais de consumidores do mundo todo. Como fica o sigilo cibernético? Como atender o cliente caso as informações sejam vazadas?

A advocacia 4.0 exige do advogado a habilidade de estar se reciclando constantemente, conhecendo novos assuntos, tecnologias e renovando o que já sabe. O mercado de trabalho não tem espaço para quem se acomoda ou insiste em métodos antigos só para manter as formalidades.

Falando em sucesso profissional, não deixe de conferir o nosso post sobre networking!

Powered by Rock Convert