Powered by Rock Convert

O desenvolvimento da tecnologia trouxe mudanças radicais para o mundo que acabaram por afetar a advocacia de maneira considerável. Afinal, essa profissão teve que se adaptar às transformações trazidas pela era da inovação digital.

Em decorrência desse fenômeno, o mercado jurídico tem se expandido exponencialmente, pois as fronteiras e os limites ficam menores com o aumento do acesso à internet por clientes, advogados e demais profissionais do Direito. Dessa forma, as possibilidades de relacionamento estão cada vez mais amplas.

Quer entender tudo sobre a advocacia digital e como é o seu funcionamento? Confira a seguir!

Entenda o fenômeno da advocacia digital

A expansão da cultura digital é um fenômeno real! A título de exemplo, o crescimento anual do comércio online é, em média, de 12%, segundo dados da Ebit/Nielsen. Ou seja, a população opta e confia cada vez mais nos serviços eletrônicos, e esse padrão tem crescido exponencialmente na última década.

Nesse contexto, aumenta também a demanda por serviços de advocacia prestados na rede mundial de computadores. Os escritórios de advocacia, portanto, devem se adaptar para atender às novas necessidades do mercado digital. Afinal, a atuação online dos advogados é fundamental para os profissionais que desejam se manter ativos nos próximos anos.

Vale destacar, ainda, que é preciso encontrar mecanismos para prestar um serviço digital que mantenha características intrínsecas da advocacia que não podem ser digitalizadas ou automatizadas: ética, criatividade, imaginação, persuasão, dentre outros. Assim, o profissional que conseguir conciliar a advocacia digital com esses valores poderá ter grande destaque no mercado.

O que muda com a prática da advocacia digital

A ascensão tecnológica trouxe consigo a característica da instantaneidade, pela qual atrasos jamais são perdoados! Tudo deve ser feito para já, inclusive a comunicação entre profissionais do Direito e seus clientes ou parceiros. Portanto, é clara a influência que a era digital tem para alterar a forma de prestação dos serviços jurídicos.

Para obter maior agilidade e eficiência, é necessário adaptar o fluxo de trabalho a ser desempenhado pela equipe jurídica em relação aos métodos tradicionais da prática advocatícia. Nesse sentido, trataremos agora de mecanismos essenciais que podem facilitar essa mudança de padrão.

Implementação de tecnologias de SAAS

A sigla SAAS vem do inglês “Software as a service (SaaS)”, ou Software como serviço. O termo pode parecer complicado, mas faz referência a um modelo simplificado de distribuição e comercialização de softwares.

Nesse molde, o fornecedor do software cuida de toda a estrutura essencial à disponibilização do sistema (servidores, conectividade, segurança da informação), e o cliente paga para utilizar a plataforma completa via internet.

A utilização de plataformas SAAS na advocacia digital é importante para intensificar o trabalho especializado e coletivo, além de facilitar as ligações virtuais feitas pelos profissionais entre si, bem como entre os clientes e profissionais.

Com isso, será possível reforçar o trabalho dos advogados que atuam em favor da população em geral e para grupos sociais segmentados, e simplificar o acesso dos clientes por meio da automação do atendimento.

Powered by Rock Convert

Sendo assim, o uso de ferramentas SAAS é essencial para transformar a advocacia em uma atividade completamente digital e adaptada ao mundo contemporâneo.

Mudança para escritórios digitais de advocacia

Graças à utilização de ferramentas digitais para exercer a advocacia, grandes escritórios deixam de ter sedes físicas. Eles se transformam em portais na internet estruturados e articulados para atender ao público e fornecer conteúdo jurídico de qualidade. Esse modelo de escritórios de advocacia digitais tem algumas vantagens sobre a forma tradicional:

  • viabiliza a reunião de documentos, informações e dados com maior segurança em um único ambiente, o virtual;
  • possibilita a redução de gastos e o aumento de rendimentos;
  • permite o trabalho remoto dos profissionais envolvidos.

Portanto, nos escritórios digitais, é feita uma gestão horizontal dos serviços prestados por meio de uma rede organizada de advogados e demais profissionais atuantes no software. Isso significa que esses profissionais trabalham em conjunto mesmo que estejam espalhados pelo mundo, pois não precisarão estar fisicamente reunidos.

O atendimento ao público pode, também, ser feito nas mídias sociais, de modo a dinamizar o acesso de clientes e reduzir custos. Desse modo, mais clientes espalhados por todos os campos do globo podem ser atendidos, de modo que a advocacia digital se mostra mais rentável que o modelo tradicional.

Vale destacar que é possível sim fazer um atendimento de qualidade, cuidadoso e humano por meio da internet. Basta que a interação com o cliente seja feita de maneira transparente, didática, informando e explicando todas as etapas dos processos. Além disso, é preciso permitir respostas elaboradas por parte deles, garantindo que todas as dúvidas e ansiedades sejam resolvidas.

Investimento em marketing digital jurídico

Como já mencionamos, o sucesso da advocacia na era digital depende de dois fatores: a dinamicidade dos profissionais, baseada na atuação por meio de portais virtuais, e o fornecimento de conteúdo jurídico de qualidade pelos escritórios de advocacia digital. O marketing digital jurídico é uma ferramenta-chave para a adoção desse segundo fator.

Uma vez que o uso da internet traz novas possibilidades de comunicação com os clientes e demais atores do mundo jurídico, investir nesses mecanismos é uma forma de se propagar nas redes e ter sucesso na advocacia.

É preciso, contudo, ter cuidado para implementar estratégias de marketing jurídico digital que efetivamente funcionem. Isso porque, a cada dia, surgem novos portais de informação, redes sociais, entre outros no ambiente virtual. Não vale a pena utilizar todos eles ao mesmo tempo sem antes garantir que as demais ferramentas que o escritório usa estejam funcionando.

Ou seja, não adianta investir em uma nova rede social se o marketing de conteúdo não funciona naquelas já utilizadas. Portanto, é preciso inteligência para inovar e utilizar os canais de comunicação disponíveis.

Para realizar o marketing de conteúdo com eficiência na advocacia digital, é fundamental definir as estratégias que serão colocadas em prática, quais são as expectativas de resultados e por meio de quais ferramentas o sucesso será mensurado.

Dessa forma, é possível atingir uma gama muito maior de clientes, leitores e profissionais da área, de maneira a garantir destaque e crescimento na atuação virtual dos advogados!

Certamente, a advocacia digital é uma ferramenta que permite grandes retornos na área jurídica, seja pela facilidade na conquista de novos clientes, na propagação das informações ou na segurança do armazenamento de dados. Como já vimos, para que todos esses resultados sejam atingidos com sucesso, é preciso que os advogados adotem um perfil dinâmico e adaptado às novas tecnologias, o que pode incluir o emprego de softwares SAAS, escritórios de advocacia digital e investimento em marketing jurídico.

O mundo digital também pode ajudar você a se qualificar para lidar com as novas demandas do mercado. Saiba mais sobre a Pós-graduação EAD em Direito Tributário!

Powered by Rock Convert