A advocacia muda constantemente não somente em razão das leis, que são frequentemente alteradas, como também por conta da modernização global que afeta o mundo jurídico. É perceptível que o uso de recursos tecnológicos transformou a rotina do advogado ao longo do tempo, uma vez que algumas tendências, inevitavelmente, devem ser seguidas para que o profissional não fique desatualizado.

No entanto, muitas outras mudanças ainda estão por vir e é importante que o profissional as conheça e saiba utilizá-las a seu favor para que o seu caminho na advocacia seja promissor.

Se você quer conhecer sobre o futuro da advocacia, acompanhe o artigo e conheça todos os detalhes. Acompanhe!

Quais são e o que esperar das tecnologias?

O que chamamos de futuro da advocacia, em tese, já está acontecendo, uma vez que o advogado precisa lidar diariamente com os processos digitalizados, certificados digitais e diversos softwares, plataformas e aplicativos existentes.

Ocorre que, com tantas novas tecnologias que chegam a todo o momento, as mudanças nunca param e muitas novidades ainda devem surgir no meio jurídico.

Dessa maneira, é fundamental que o profissional sempre acompanhe as tendências e o que há de novo para aumentar a sua competitividade no mercado, pois o advogado que não se atualizar ficará cada vez mais defasado.

Além das tecnologias que já são utilizadas pelo advogado, como o já citado e amplamente conhecido certificado digital, muitas outras prometem revolucionar o cotidiano do profissional jurídico. Confira algumas delas!

Chatbots

É comum que os advogados gastem muito tempo atendendo e respondendo dúvidas simples de clientes, tanto em reuniões quanto por meio de telefonemas e e-mails, sendo que o profissional poderia aproveitar melhor esse tempo redigindo peças, fazendo audiências e realizando diligências, por exemplo.

É claro que reuniões são inevitáveis e muitas vezes fundamentais, mas uma boa solução para reduzir o tempo gasto com consultas jurídicas simples é a utilização de chatbots, nome que vem da junção das palavras em inglês chat (conversa) e robot (robô), ou seja, são softwares de comunicação automatizada com capacidade para responder perguntas online.

Os chatbots conseguem responder a questionamentos mais comuns ou oferecem opções padronizadas de perguntas para as quais já tem respostas prontas, o que pode facilitar bastante o dia a dia do advogado. Também é possível encontrar softwares com inteligência artificial mais avançada que contam com ampla habilidade de interpretação e uma gama de respostas mais elaboradas.

Machine Learning

Os advogados costumam gastar muito tempo realizando pesquisas para a produção de peças, reunindo dispositivos de leis, resoluções e códigos, além de doutrina e jurisprudência visando corroborar as teses elaboradas.

Uma opção para reduzir o tempo utilizado realizando esse serviço é o uso de softwares de pesquisa com inteligência artificial e capacidade para identificar os conceitos e leis utilizados nas petições.

Powered by Rock Convert

Esses programas, de machine learning, tem até capacidade de cognição, ou seja, com o tempo eles reúnem todo o material necessário para determinadas peças de maneira automatizada, o que economiza bastante tempo de pesquisa.

Armazenamento em nuvem

O armazenamento em nuvem é uma tecnologia que permite a estocagem de dados e arquivos em um servidor online, que pode ser acessado de qualquer local. Apesar desta tecnologia já existir há algum tempo, ela se popularizou e começou a ser mais utilizada recentemente.

O armazenamento em nuvem permite que todos os arquivos, pastas, softwares e aplicativos que são utilizados no dia a dia jurídico sejam guardados no mesmo local, possibilitando que todos os membros do escritório tenham acesso a esse conjunto de informações.

Por esse motivo, todos os dados da empresa sempre se encontram atualizados, uma vez que é possível que um arquivo seja compartilhado e modificado por todas as pessoas que estão envolvidas com o projeto, sendo que todas as alterações podem ser vistas imediatamente pelos demais.

Além disso, os arquivos podem ser acessados de qualquer lugar e a qualquer momento, o que aumenta a produtividade do escritório.

Por fim, os arquivos ficam muito mais protegidos quando a nuvem é utilizada, pois ela usa a criptografia e codificação de dados, o que não permite que terceiros tenham acesso a informações restritas.

O que o advogado deve fazer para participar do futuro da advocacia?

Para fazer parte da nova advocacia, além de se adaptar as tecnologias recentes, o profissional também deve deixar de lado velhos hábitos, como a utilização do cartão de visitas, por exemplo, que a maioria das vezes vai parar no lixo dos clientes, uma vez que atualmente os potenciais parceiros atualmente têm o costume de anotar o número do advogado em seus telefones.

Em vez de distribuir cartões, o advogado moderno deve publicar seu número nas redes sociais e em sites, tanto do escritório quanto nas plataformas que têm o objetivo de realizar network entre profissionais. Outra boa alternativa é criar uma página em algum site de relacionamento profissional, como o LinkedIn.

Além disso, é fundamental que o advogado continue sempre estudando, afinal, não são apenas as tecnologias que mudam, as leis e jurisprudências também são constantemente alteradas.

Assim, o ideal é que o advogado moderno utilize seu tempo estudando novas teses em vez de gastá-lo realizando serviços simples e burocráticos que podem ser simplificados por meio da tecnologia.

Por fim, o advogado também pode se especializar em áreas que prometem crescimento e boas oportunidades de atuação no futuro da advocacia, como as seguintes:

  • direito ambiental, uma vez que a preocupação com o planeta e com o meio ambiente são cada vez mais presentes;
  • área da infraestrutura, como questões de desigualdade social e investimentos públicos e privados;
  • direito digital, especialmente a privacidade de dados;
  • direito energético, que estuda questões tributárias e comerciais envolvendo energia, gás e petróleo.

Viu só como a tecnologia pode ser uma aliada do advogado? É claro que essas mudanças que citamos não são as únicas que estão ocorrendo ou vão acontecer no futuro da advocacia. Entretanto, o fundamental é que o profissional da área acompanhe as tendências e não deixe de se atualizar.

Se você gostou do nosso conteúdo e quer receber mais dicas como as que você encontrou neste post, inscreva-se em nossa newsletter para acompanhar as publicações do blog!

Powered by Rock Convert