É de conhecimento de todos que o dia da segunda fase do Exame de Ordem se aproxima, sendo mais exato, a segunda fase ocorrerá no dia 28/05/2017. Desta forma, uma grande dúvida que atormenta a todos os estudantes que irão realizar a prova, é saber qual o material é permitido para a consulta.

Neste caminho, ao analisar o edital do exame XXII é possível retirar as seguintes informações: É permitido levar legislação não comentada, não anotada e não comparada; Códigos, inclusive os organizados que não possuam índices estruturando roteiros de peças processuais, remissão doutrinária; jurisprudência; informativos dos tribunais ou quaisquer comentários, anotações ou comparações; Súmulas Enunciados e Orientações Jurisprudenciais, inclusive organizado; desde que não estruturem roteiros de peças processuais; Leis de introduções dos Códigos; Introduções Normativas; índices remissivos; em ordem alfabética ou temáticos desde que não estruturem roteiros de peças processuais; Exposição dos Motivos; Regime Interno; Resolução dos Tribunais; Simples utilização do marca texto, traço ou simples remissão a artigos ou a lei; Separação de Códigos por Clipes; Utilização de separação de Códigos fabricados por editoras ou outras instituições ligadas ao mercado gráfico, desde que com a impressão que contenha simples remissão a ramos do direito ou a leis.

Por outro lado, é válido destacar os materiais que são proibidos no dia do exame, segue listagem: Códigos anotados, comentados , comparados ou com organização de índices estruturando roteiros de peças processuais; Jurisprudências; Anotações pessoais ou transcrições; xerox; utilização de marca textos, traços, símbolos, post-it ou remissões a artigos ou a lei de forma a estrutura roteiros de peças processuais; impressos da internet; Informativo dos tribunais; Livros Doutrinas, revistas, apostilas, calendários e anotações; dicionário ou outro tipo de material de consulta; Legislação comentada, anotada ou comparada.

Não deixe de conferir o edital e Boa Sorte!