A assessoria jurídica é um ramo do Direito praticado pelos advogados que ajuda as empresas a manter seus procedimentos dentro da lei e a atuar de modo preventivo, a fim de evitar problemas.

Antes de iniciar nessa área, é fundamental entender como ela funciona, suas finalidades, os benefícios que ela proporciona e quais são os profissionais que podem oferecer esse serviço, afinal, é preciso ter uma boa preparação.

Falamos sobre tudo isso neste post. Então, continue a leitura para conhecer melhor essa área e como o profissional deve ser portar!

Para que serve a assessoria jurídica?

Como falamos, assessoria jurídica é um serviço prestado para uma empresa que tem a finalidade principal de garantir mais segurança jurídica ao negócio, em todos os seus setores.

Assim, ela serve para garantir a especialização das soluções preventivas nessa área, de modo a reduzir gastos e evitar erros no enquadramento da legislação e falhas nos procedimentos internos que geralmente ocorrem por desconhecimento da lei.

Quando o profissional responsável pela assessoria é contratado, ele fornece o conhecimento jurídico necessário, garantindo que tudo ocorra com mais segurança e legalidade.

A empresa, dessa forma, conseguirá economizar dinheiro e melhorar seus procedimentos internos, tanto em áreas como a de RH, que lida com os empregados, como no pagamento de tributos e negociações com fornecedores e consumidores.

O profissional ou a equipe que presta essa assessoria vai procurar formas de modernizar e adequar o negócio. Isso acaba por tornar os processos judiciais mais escassos e as cobranças menos frequentes — principalmente por meio de formas extrajudiciais de resolver litígios.

Em resumo, a assessoria sempre trabalha de maneira preventiva, diminuindo a quantidade de contencioso judicial, ajudando os gestores a seguir a legislação em todos os aspectos e utilizando sempre as melhores práticas em relação a isso.

Qual é a importância da assessoria jurídica para empresas?

Como você viu, a assessoria jurídica tem diversas atribuições. Todas elas visam à melhoria dos procedimentos internos e à boa conduta da empresa perante processos judiciais e administrativos. Também tornam o trabalho mais eficiente com relação a quaisquer fiscalizações.

Esse serviço trabalha ativamente para evitar as lides judiciais e os problemas que a empresa pode sofrer, agindo de modo preventivo em vez de reativo, o que gera ainda mais diminuição de despesas.

Isso acontece porque, mesmo quando a empresa consegue se defender e ganhar uma ação judicial ou administrativa, ainda há custos relacionados a todo o processo, como despesas judiciais, pagamento de honorários advocatícios, diligências e deslocamentos.

Ao atuar de forma preventiva, a empresa evita que todas essas despesas ocorram em primeiro lugar, o que já proporciona economia. Além disso, a imagem da companhia fica menos afetada.

Tenha as mesmas condições

Isso acontece porque, com menos ações judiciais contra a empresa, os funcionários, clientes e fornecedores percebem que ela atua conforme a lei, o que traz mais benefícios para todos.

A rotina empresarial exige a confecção e análise de diversos contratos, o sobre a legislação da área em que atua e o pagamento de tributos e taxas para atuação. Isso tudo pode ser feito com mais segurança com uma assessoria jurídica.

Garantida a regularidade nessas áreas, a empresa pode melhorar a sua produtividade, fazer investimentos para a expansão do negócio e ter mais tranquilidade com o planejamento financeiro, afinal, a regularização e redução de despesas reduzem consideravelmente surpresas desagradáveis.

Quem pode prestar assessoria jurídica?

A assessoria é uma prática jurídica que só pode ser desenvolvida por um advogado inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Mesmo que não haja atuação judicial, apenas esse profissional tem o conhecimento técnico e o respaldo legal para a atuação.

Isso é o que diz o artigo 1º da Lei n.º 8.906 de 1994 — conhecida como Estatuto da Advocacia e a Ordem dos Advogados do Brasil. Nessa norma, podemos extrair a regra de que somente o advogado pode atuar como assessor jurídico:

Art. 1º São atividades privativas de advocacia:

I – a postulação a órgão do Poder Judiciário e aos juizados especiais.

II – as atividades de consultoria, assessoria e direção jurídicas.

§ 1º Não se inclui na atividade privativa de advocacia a impetração de habeas corpus em qualquer instância ou tribunal.

§ 2º Os atos e contratos constitutivos de pessoas jurídicas, sob pena de nulidade, só podem ser admitidos a registro, nos órgãos competentes, quando visados por advogados.

§ 3º É vedada a divulgação de advocacia em conjunto com outra atividade.

Portanto, o serviço de assessoria jurídica que não é prestado por um advogado inscrito na OAB é ilegal e pode sofrer as punições cabíveis, como multa administrativa e até mesmo pagamento de indenizações, principalmente se o profissional fraudou os documentos ou não informou o contratante.

Quais são as responsabilidades do advogado?

Além de entender as finalidades e a competência para prestar a assessoria, é fundamental conhecer as responsabilidades do advogado nesses casos. Os erros cometidos durante a assessoria que causam danos ao contratante são de responsabilidade do advogado, que deverá arcar com as consequências dos seus atos, quando deles resultarem problemas.

O Estatuto da Advocacia, em seu artigo 32, fala sobre essa responsabilidade, destacando em quais casos isso acontece:

Art. 32. O advogado é responsável pelos atos que, no exercício profissional, praticar com dolo ou culpa.

Assim, sempre que atuar com dolo (intenção de agir) ou culpa (quando há negligência, imprudência ou imperícia), o advogado será responsabilizado pelos atos que causarem danos.

Um bom profissional também deve ser honesto com relação às qualificações que possui para prestar o serviço e sempre esclarecer quaisquer dúvidas dos clientes, sobretudo na assessoria.

Dessa forma, a especialização por meio de pós-graduação nas áreas mais relevantes para as empresas é fundamental nesse momento, pois o advogado terá o conhecimento necessário para não cometer erros e encontrar os melhores caminhos para a empresa.

Viu só? A assessoria jurídica é uma ótima área profissional para os advogados, em especial para aqueles que querem trabalhar nos ramos empresarial, tributário e trabalhista. Não se esqueça de que é fundamental ter especializações e cursos para prestar o melhor serviço possível.

Se você gostou deste conteúdo, não deixe de compartilhá-lo nas suas redes sociais para informar mais pessoas!

newsletter

Novidades de EBRADI por e-mail

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.
Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Entre em contato com a equipe EBRADI

Preencha o formulário e fale com um consultor de vendas

Condições especiais para a sua matrícula

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

| AVISO DE COOKIES

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para auxiliar na navegação, aprimorar a experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo do seu interesse. Para mais informações consulte nosso Aviso Externo de Privacidade.