Se você é jurista, já notou o quanto uma especialização em direito é importante para aumentar sua competitividade e dar destaque no mercado de trabalho: o ramo jurídico é abrangente, tem inúmeras vertentes e exige do profissional atualização constante e expertise sobre a área específica de sua atuação.

Por vezes, a grade curricular da graduação não aprofunda o conhecimento em determinada matéria ou sequer chega a contemplá-la, carência que precisa ser suprida quando o graduado desenvolve sua carreira, seja no setor público, a serviço do Estado, ou privado. Falta de tempo não é desculpa: se você não consegue comparecer presencial e rigorosamente às aulas, o ensino a distância pode ser seu aliado.

Mas você conhece as melhores opções? Está em dúvida sobre qual segmento deve seguir? Nossa intenção é lançar luz sobre essas questões e o ajudar a eleger a área compatível com seu perfil, ambições e interesses. Por isso, continue conosco na leitura!

1. Especialização em Advocacia tributária

Seja em períodos de crescimento ou crise econômica, a pós-graduação no ramo prepara o profissional para um vasto campo de atuação no mercado de trabalho, afinal, as empresas precisam economizar enquanto se mantêm dentro da legalidade.

As tarefas cotidianas da advocacia deixam de atrair muitos juristas por causa da perícia necessária com os números, abrindo espaço no mercado para quem opta pela especialização em direito tributário. Tarefas como tributação setorial e outras medidas processuais para defesa da atividade empresarial são valorizadas e geram boa remuneração ao advogado deste segmento jurídico.

2. Especialização em Direito Penal e Processual Penal

Os sucessivos escândalos políticos no país e a mídia popularizaram nos meios de comunicação os crimes de colarinho branco, mudando a concepção de “criminoso” perante a massa. Delitos complexos , como os de ordem financeira, passaram a ganhar destaque na sociedade, além dos já conhecidos pelos cidadãos por causa da (falta de) segurança pública: furto, roubo, assassinato e tráfico de drogas.

O Direito Penal e Processual Penal contemplam seus respectivos códigos e legislações específicas, uma ampla gama de infrações que estão na boca do povo, caso da corrupção. Ainda, a atenção dada temas polêmicos, a exemplo do aborto, coloca em evidência o profissional do ramo, dando margem para o especialista divulgar sua imagem e serviços.

3. Especialização em Advocacia Consumerista

Esta vertente é tão importante que se apartou do Código Civil para dar origem a uma lei própria, o Código de Defesa do Consumidor. As relações de consumo cresceram, estão sendo firmadas de forma diferente, com agilidade e em larga escala, inovações trazidas pelo advento da era digital — cuja expansão é certa e promissora, vantagem para quem deseja alinhar a carreira com desenvolvimento tecnológico.

Cláusulas contratuais e diretrizes empresariais exigem do advogado da área dinamismo para acompanhar as mudanças não apenas no texto legal, na jurisprudência e na doutrina, mas também nas interações firmadas, variáveis conforme as inovações chegam no mercado.

4. Especialização em Direito Internacional Aplicado

O ordenamento jurídico não se faz apenas de normas nacionais, mas também de acordos e tratados firmados entre as nações, destacada também a submissão a tribunais de atuação global, como a Corte Internacional de Justiça. A aproximação entre os Estados ocorre por razões políticas, sociais e econômicas, fenômeno fomentado pela globalização.

A tendência é que esse tipo de interação seja cada vez maior, aproximando os governos e as pessoas, requerendo do especialista no ramo desenvoltura e conhecimento técnico para lidar com questões territoriais e harmonização entre legislações de diferentes naturezas e nacionalidades.

5. Especialização em Direito de Família e Sucessões

Existem segmentos jurídicos cujos envolvidos em sua temática requerem cuidados especiais, como quem compõe os casos desta famosa área do Direito Civil. Divórcios, inventários, guarda, abandono efetivo e material exigem do profissional, além do know-how, habilidades interpessoais e inteligência emocional para tratar tais assuntos com o devido zelo.

Famílias sempre precisarão lidar com o Poder Judiciário, seja por decisão de uma ou ambas as partes, como na dissolução de união estável, ou em razão de algum evento fatídico, a exemplo do falecimento de um parente, abrindo a sucessão.

6. Especialização em Direito Público Aplicado

Sua área não é o setor privado? Se você estiver prestando concurso ou já for agente público, este segmento tem grande valia para sua carreira. O trabalho na máquina estatal não deve ser sinônimo de comodismo, pelo contrário, você atua para atender o interesse da sociedade e deve estar apto para o exercício desta função tão importante da melhor forma possível.

O envolvimento do Estado na vida dos cidadãos faz a diferença desde setores como o trânsito até questões complexas envolvendo políticas públicas na educação e saúde. Existem órgãos e entidades governamentais nestes e e vários outros âmbitos, justificando a especialização em Direito Público Aplicado para melhor prestação de tais serviços à população.

7. Especialização em Métodos Adequados de Solução de Conflitos

Segundo dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), 80 milhões de processos tramitaram no Brasil em 2018, número elevado que evidencia a sobrecarga do Judiciário. Os juristas do ramo público e privado sabem o quanto as demandas são morosas e conhecem a diversidade de conflitos advindas do trâmite processual.

Conciliação, mediação e arbitragem são métodos cada vez mais estimulados para resolução dos conflitos, pois promovem o consenso entre as partes e evitam a judicialização. Assim, a prestação jurisdicional é eficiente e os interesses dos envolvidos atendidos de forma mais rápida, justificando o investimento em uma pós-graduação sobre o assunto.

8. Especialização em Advocacia Previdenciária

Grandes reformas legislativas atraem a atenção dos cidadãos, sejam eles leigos ou juristas, e da mídia, porque as mudanças na vida das pessoas podem ser impactantes: estamos na iminência de uma Reforma Previdenciária, setor que teve um rombo de R$ 290 bilhões em 2018.

Afinal, quais serão os impactos de tais alterações para a sociedade? A legislação neste âmbito é especialmente volátil e afeta uma ampla gama de pessoas, justificando a imensa necessidade de atualização do jurista atuante na área.

Viu quantas oportunidades você tem? Com certeza existe uma especialização em direito alinhada com a sua estratégia profissional. Tão importante quanto sua definição é contar com uma instituição de ensino comprometida com resultados e capaz de facilitar seu projeto, como a EBRADI. Temos um corpo docente de primeira, pós-graduação online e a credibilidade de juristas renomados associados aos cursos oferecidos.

Venha conhecer a qualidade dos nossos programas e plataforma online. Entre em contato conosco!