Se você trabalha como advogado, já deve ter notado o quanto o salário pode variar: o montante não tem a ver diretamente com o quanto a pessoa trabalha, mas sim com o valor das causas julgadas a favor dos seus clientes naquele mês ou se o crédito daquele caso que você pegou como dativo já caiu na conta, por exemplo.

Um dos desafios do ramo é lidar com tamanha variação salarial, seja na advocacia preventiva ou contenciosa, principalmente nos meses em que os rendimentos são menores. O profissional precisa se reinventar, conquistar o mercado, desenvolver competências, angariar conhecimento técnico e expandir sua atuação.

Quer saber como? Confira 5 dicas para otimizar os resultados do advogado e, assim, aumentar sua renda!

1. Analise as tendências do mercado

Notou o quanto algumas áreas jurídicas estão em evidência? Exemplo disso é o Direito Penal e Processual Penal, por causa das recorrentes matérias nos meios de comunicação em massa sobre escândalos políticos. Além das notícias sobre segurança pública, os crimes de colarinho branco têm movimentado o cenário nacional e mudado a figura do “ladrão”.

Emissoras de TV, rádios e jornais procuram o advogado especialista no assunto a fim de abordar o tema de maneira profissional e didática, uma forma de explicar os acontecimentos aos brasileiros. O espaço na mídia é uma ótima oportunidade para você ganhar notoriedade e se consolidar como referência no assunto.

Além disso, investigações como a Lava Jato e outras promovidas pelo Ministério Público evidenciaram a importância do compliance no ramo corporativo, garantia de cumprimento de leis, normas regulamentadoras, diretrizes e políticas organizacionais.

Falando ainda da necessidade das empresas, podemos citar o crescente interesse pelos advogados capazes de realizar o planejamento tributário, ferramenta extremamente importante à saúde financeira do empreendimento.

Nesse caso, o profissional conhece o ordenamento jurídico bem o suficiente para se valer das normas de isenção, redução de tributos e recuperação de crédito fiscal. Assim, as companhias têm economia, garantem a conformidade legal, evitam sanção dos órgãos fiscalizadores do Fisco e alocam melhor os seus recursos.

2. Antecipe-se em determinada área

Além de estar por dentro das notícias e interesses do mercado na atualidade, atente-se às necessidades futuras, aquelas que as pessoas ainda nem cogitam. Estamos falando do jeito Google de empreender: você já imaginou ter praticamente todas as ruas do mundo mapeadas e fotografadas?

A empresa norte-americana trabalha com inovação, termo muitas vezes associado meramente à tecnologia. No entanto, inovar também significa trazer a oferta ao cliente antes mesmo da demanda, propor uma solução ou facilidade previamente ao surgimento do problema.

O Direito Digital é exemplo de área jurídica extremamente promissora e pouco explorada pelos advogados porque ainda não atingiu seu auge. A internet das coisas (IoT) promove a integração de diferentes dispositivos e plataformas, é uma tendência global que deverá gerar uma quantidade inimaginável de dados.

Como lidar com tantas informações e ataques cibernéticos? De que forma proteger o direito à privacidade, intimidade, honra, imagem e vida do consumidor? Qual será a regulamentação e o posicionamento das cortes sobre segurança digital?

Para se ter ideia, 10 milhões de brasileiros passaram a utilizar a internet entre 2017 e 2018, segundo o IBGE, tendência mundial. O boom do Direito Digital vai abrir espaço para os advogados, como aconteceu com a ascensão das startups no Brasil — a falta de normas sobre o tema tornará os honorários do jurista ainda mais valorizados.

3. Conheça áreas pouco exploradas

Analise sua rede de contatos e veja quantos colegas de profissão atuam no ramo cível, criminal e trabalhista. Estamos falando de matérias que não só compõem a grade curricular de todo curso de Direito no país como também têm alta carga horária.

Powered by Rock Convert

Por outro lado, quantos especialistas em Direito Marítimo, Militar e Ambiental você conhece? Essas áreas, diferentemente das três primeiras, não são tão abrangentes, mas também exigem profissional capacitado a fim de lidar com suas normas.

Você pode até saber o Código Penal de cor e salteado, ter anos de prática no ramo, mas tal bagagem não qualifica o advogado para defender um coronel acusado na Justiça Militar pelo desvio de armas — afinal, existe legislação e procedimento específicos ao assunto.

Já tentou fugir do lugar comum? Procurar espaço no mercado de trabalho em segmentos renegados pode contribuir, e muito, na sua remuneração, pois são raros os advogados com capacidade técnica em tais matérias.

É verdade que áreas abrangentes oferecem múltiplas oportunidades de atuação, porém, elas são mais saturadas. A advocacia no Direito Marítimo, Militar e Ambiental é interessante e integra múltiplas esferas jurídicas (inclusive, normas de Direito Internacional), mais um motivo pelo qual elas são interessantes.

4. Utilize a tecnologia a seu favor

Que tal expandir sua carteira de clientes e buscar parcerias utilizando sites, blogs e as redes sociais? O avanço da internet tem influenciado até mesmo as disposições no Código de Ética e Disciplina da OAB sobre publicidade no meio digital.

Como advogar é empreender, sua carreira depende também de ações de marketing, por isso muitos advogados têm investido em produção de conteúdo a fim de propagar e consolidar seu nome no mercado. Eles explicam em texto ou vídeo questões jurídicas ao público-alvo, atraindo o interesse de quem tem dúvidas sobre o tema.

Assim, uma pessoa pode estar em busca de profissional capacitado para dar entrada em um inventário e se deparar com você, especialista em Direito de Família, por causa de uma postagem sua falando de herança e meação do cônjuge sobrevivente.

Outra vantagem de investir no meio virtual é o fornecimento das métricas estabelecidas pelos algoritmos. O número de acessos ao post, curtidas, compartilhamentos, comentários e tempo de permanência na página indicam a satisfação dos clientes em potencial com os temas abordados.

Assim, as ações do advogado são orientadas, com a produção de conteúdo correspondendo às expectativas dos clientes em potencial. Seu salário no final do mês pode ser maior por causa da visibilidade e escalabilidade promovidas pela internet.

5. Invista em uma pós-graduação

O Direito é abrangente, inclusive dentro das suas várias vertentes, motivo pelo qual você deve investir em uma especialização — a propósito, considere todas as dicas anteriores na hora de escolher o curso.

Conforme pesquisa da Catho Educação, a pós-graduação pode proporcionar aumento salarial de 118%. Além disso, existem várias instituições renomadas capazes de oferecer ao profissional formação de qualidade inclusive na modalidade online.

A Ebradi é uma delas: nossa metodologia de ensino alia teoria a casos práticos em uma grade curricular especialmente desenhada para atender às necessidades do profissional moderno. Você tem flexibilidade de horários enquanto acompanha as matérias e angaria conhecimento transformador à forma com que presta seus serviços advocatícios.

Nossos cursos têm como patronos juristas renomados em cada área jurídica, a plataforma online é bem estruturada, nosso corpo docente é altamente capacitado e o material, completo.

Quer conquistar o mercado e ganhar diferencial competitivo enquanto aumenta seu salário na advocacia? Veja quais são as pós-graduações disponíveis e comece já a ganhar mais dinheiro!

Powered by Rock Convert