A Inteligência Artificial no Direito é um tema relativamente novo, uma vez que a área jurídica passou a seguir as últimas tendências da transformação digital somente há pouco tempo, já que se trata de uma área tradicional.

No entanto, a verdade é que a reunião entre a Inteligência Artificial e o Direito é capaz de gerar diversos benefícios para os escritórios de advocacia e para os profissionais da área, inclusive ao advogado autônomo, como competitividade sobre a concorrência, automatização de processos etc.

Tem interesse pelo tema e quer descobrir mais detalhes sobre a relação entre Direito e Inteligência Artificial? Então continue a leitura do post e confira. Não perca!

O que é Inteligência Artificial?

Inicialmente, é preciso que você saiba, de fato, o que é a Inteligência Artificial (IA). Trata-se de um ramo da tecnologia que tem como finalidade o desenvolvimento de aplicações com capacidade de detectar padrões e fazer programação automática.

Ou seja, são computadores que contam com a capacidade de manipular objetos, efetuar raciocínio lógico, entre outros quesitos. Essas habilidades são possíveis por conta de algoritmos extremamente complexos.

Assim, a Inteligência Artificial é capaz de guardar uma imensa quantidade de dados, compreender a fala humana etc. A cada nova requisição que é realizada, diversas informações são cruzadas pela máquina para que respostas com alto nível cognitivo e naturais sejam feitas, sendo uma simulação do funcionamento do cérebro humano, mas com potência exponencialmente maior.

Qual é a relação entre a Inteligência Artificial e a área do Direito?

A Inteligência Artificial aplicada no Direito é a combinação entre os conceitos de Inteligência Artificial e as características e necessidades do Direito. A sua aplicação permite, por exemplo, a organização e a coleta de dados.

Dessa maneira, o advogado expande a sua capacidade de tomada de decisão com base nas escolhas realizadas pelo computador. É possível, inclusive, contar com uma programação que permita que a IA adote decisões de maneira autônoma e sem a intervenção humana no processo.

No ramo jurídico, a autonomia da IA pode ser para fazer uma pesquisa no sistema INFOJUD, por exemplo, ou para recusar ou receber uma petição por meio de um sistema. Assim, esse trabalho repetitivo não precisa ser executado por um humano que, por sua vez, pode usar o seu tempo para atuar em trabalhos mais intelectuais.

Como a tecnologia vem revolucionando esse mercado?

A tecnologia é cada vez mais presente no Direito, como em escritórios de advocacia, na administração pública, em departamentos jurídicos de empresas etc. A Inteligência Artificial no Direito não se limita ao âmbito privado, pois ela conta com aplicações que são capazes de aumentar a produtividade dos profissionais e melhorar a atividade em todos os locais.

Isso acontece porque a Inteligência Artificial tem como fundamento o aprendizado contínuo com base no processamento, coleta, análise e pesquisa de dados. Ou seja, a tecnologia aprende a se comportar como um humano.

Na advocacia, por exemplo, a IA pode atuar como assistente virtual dos advogados e demais profissionais, já que a sua principal aplicação é automatizar tarefas. Também é possível usá-la para fazer pesquisas, prever resultados ou rever contratos.

Tenha as mesmas condições

O uso da Inteligência Artificial no Direito permite que atividades repetitivas sejam automatizadas e, inclusive, faz com que a sua execução seja mais ágil. Em um ambiente com grande demanda, como em um tribunal em que diversos processos ingressam constantemente, torna-se difícil para um humano analisar todas as demandas cotidianas de maneira contínua.

Assim, em um cenário como o Judiciário Brasileiro, a IA é capaz de ajudar na análise de demandas parecidas para reuni-las e fazer a divisão por grupos, identificando a possível aplicação de precedentes etc.

Em quais especialidades ela se torna cada vez mais comum?

Existem diversas maneiras em que a Inteligência Artificial é capaz de ajudar um profissional jurídico. Por isso, é importante se atentar sobre como é possível tirar proveito dessas tecnologias.

Em geral, podemos dizer que a utilização mais comum da IA para o Direito tem sido o sistema de análise de dados, ou Data Analytics. É o caso, por exemplo, da Jurimetria, que é uma aplicação da análise de dados estatísticos ao Direito capaz de organizar dados para o operador, como os seguintes:

  • quantidade de decisões favoráveis ou contrárias acerca de um assunto específico;
  • tempo de tramitação de um processo em determinado local;
  • entre outros.

Assim, a tomada de decisões é aprimorada e a organização de informações permite que o profissional adote decisões e procedimentos mais racionais, uma vez que essa ferramenta combina decisões semelhantes e demonstra tendências e caminhos à disposição do advogado.

Como uma especialização pode me ajudar nesse sentido?

Como vimos, o uso da Inteligência Artificial no Direito é um assunto relativamente novo e, portanto, a maioria dos profissionais ainda não se adaptou a essa tecnologia.

Uma boa maneira de aprender sobre o tema é por meio de uma especialização, como a pós-graduação online em Métodos Adequados De Solução De Conflitos da EBRADI, que conta com uma matéria relacionada a IA dentro da grade. A seguir, vamos apresentar mais detalhes sobre os seus benefícios!

Melhor domínio sobre essas ferramentas

Ao realizar uma pós-graduação voltada para a tecnologia o profissional passa a ter melhor domínio das ferramentas tecnologias que podem ajudá-lo em seu dia a dia profissional, sabendo como usá-las a seu favor.

Visão mais clara sobre o futuro do Direito

Não há mais como separar a tecnologia da área jurídica, afinal, a transformação digital é uma realidade cada vez mais presente em todos os ramos. Assim, ao conhecer sobre o tema, o profissional passa a ter uma visão mais clara sobre o futuro do Direito e já sabe como se preparar para ser um profissional completo.

Profissional atualizado

Um profissional atualizado é, sem dúvidas, uma exigência do mercado, já que o profissional jurídico deve sempre se manter informado e precisa estudar constantemente para atuar de forma eficiente. A melhor maneira de cumprir com esses requisitos é por meio de uma especialização voltada para a área que ele deseja atuar.

Acompanhar tendências

Por fim, as especializações da EBRADI são modernas e atualizadas, além de ministradas pelos melhores professores e, portanto, o profissional que opta por fazer uma pós-graduação na instituição consegue acompanhar as tendências do momento.

Agora que você já conhece os principais detalhes sobre o uso da Inteligência Artificial no Direito, deve ter percebido que se trata de uma ferramenta com diversas vantagens, não é mesmo? Por isso, para ser um profissional atualizado e competitivo, não deixe de se especializar em assuntos relacionados ao tema!

Gostou deste post? Então assine nossa newsletter agora mesmo!

newsletter

Novidades de EBRADI por e-mail

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.
Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

Entre em contato com a equipe EBRADI

Preencha o formulário e fale com um consultor de vendas

Condições especiais para a sua matrícula

Nós usaremos seus dados para entrar em contato com você sobre as informações solicitadas neste formulário e sobre outras informações correlacionadas que podem ser de seu interesse. Você pode cancelar o envio da divulgação, a qualquer momento, utilizando o opt-out existente nas mensagens encaminhadas por nós. Para maiores informações, acesse nossos avisos de privacidade.

| AVISO DE COOKIES

Usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para auxiliar na navegação, aprimorar a experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo do seu interesse. Para mais informações consulte nosso Aviso Externo de Privacidade.